PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cardozo fala contra impeachment nesta quarta no Senado; Dilma não vai
06/07/2016 09:27 em Política

- - Responsável pela defesa de Dilma Rousseff, o ex-ministro José Eduardo Cardozo representará a presidente afastada na sessão desta quarta-feira (6) da comissão especial do impeachment marcada para tomar o depoimento da petista no processo de afastamento. - - A reunião terá início às 11h.

- - Após incertezas em torno do comparecimento de Dilma na sessão, a própria presidente afastada informou nesta terça-feira (5), em sua conta pessoal no microblog Twitter, que não iria depor à comissão especial do Senado. - - Na rede social, ela comunicou que Cardozo a representaria na sessão desta quarta e que estava avaliando comparecer, em outra ocasião, no plenário da Casa.

- "A minha defesa amanhã [quarta] será feita por escrito e lida pelo meu advogado [Cardozo]. Estamos avaliando a minha ida ao plenário do Senado, em outro momento", publicou a petista na rede social.

- - Apesar de ter se manifestado sobre o assunto apenas na tarde desta terça, o G1 apurou que Dilma já havia informado à comissão do impeachment que não iria comparecer ao colegiado nesta quarta.

- - A assessoria da comissão especial do impeachment informou que não há previsão de espaço para que senadores façam perguntas ao advogado de Dilma após ele ler a manifestação escrita pela presidente afastada.

 

- - > Cronograma:
- - A comissão especial do impeachment está na fase intermediária do processo de afastamento, chamada de "pronúncia". - - Nesta etapa, os integrantes do colegiado devem, após depoimento de testemunhas e de produção de provas, perícia e interrogatório da defesa de Dilma, analisar o relatório que será elaborado pelo senador Antonio Anastasia (PSDB-MG).

- - Caberá ao parlamentar tucano opinar se procede ou não a denúncia de que Dilma cometeu crime de responsabilidade. - - Caso o relatório de Anastasia diga que a denúncia é procedente e o plenário principal do Senado aprove o parecer, por maioria simples, a presidente afastada será levada a julgamento final.

- - De acordo com cronograma aprovado pela comissão especial, a discussão e a votação do parecer de Anastasia no plenário do Senado deve acontecer no dia 9 de agosto.

- - Na semana passada, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que, se durante o processo de impeachment a Casa decidir pelo julgamento da presidente afastada, isso acontecerá entre os dias 25 e 27 de agosto.

 

 

Do G1, em Brasília - 06/07/2016 05h00-Atualizado em 06/07/2016 05h00

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE