PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Belchior morreu de causas naturais e ouvindo música clássica, diz delegada
01/05/2017 09:26 em Famosos

Foto de Belchior para a capa do disco Alucinação (Philips/Divulgação)

Exames iniciais revelam que uma dissecção da aorta pode ter sido a possível causa da morte de Belchior - Philips/Divulgação

O cantor Belchior morreu de causa naturais, durante o sono e ouvindo música clássica. A informação foi repassada hoje (30) à Agência Brasil pela delegada plantonista da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), Raquel Schneider, que também acompanha a investigação da morte do cantor cearense de 70 anos.

O corpo do cantor foi encontrado por sua companheira, Edna Prometeu, na sala de estar da casa em que vivia no município de Santa Cruz do Sul (RS), na manhã deste domingo.

De acordo com a delegada, exames médicos iniciais revelam que a possível causa da morte de Belchior teria sido uma dissecção na aorta, quando há uma divisão na parede da artéria (composta por três camadas), levando o sangue a seguir um falso trajeto entre as camadas. Segundo ela, somente o laudo médico do Instituto Médico Legal (IML) poderá confirmar a hipótese.

Conforme Raquel, a companheira de Belchior informou que o músico estava escutando música clássica em uma sala nos fundos da casa, quando se queixou de sentir frio e de dor nas costas. Belchior teria pedido um cobertor e disse para Edna que permaneceria no sofá da sala.

Hipertensão arterial

Há relatos de que, nos casos de dissecção da aorta, em geral as pessoas relatam uma dor aguda iniciada no tórax e que se irradia em  direção à coluna, de cima para baixo. Apesar de não haver informações sobre a saúde do cantor, a hipertensão arterial é o fator mais comum nos casos de dissecção.

Autor de mais de 20 discos e um dos ícones da MPB, Belchior, natural de Sobral, no Norte do Ceará, é autor de sucessos como A Palo SecoMedo de AviãoApenas um Rapaz Latino-Americano Como Nossos Pais. Suas composições marcaram décadas nas vozes de grandes artistas brasileiros e deixam um legado artístico e cultural para o Brasil e para mundo.

A delegada informou ainda que o corpo de Belchior foi transferido para Cachoeira do Sul (a cerca de 200 km de Porto Alegre), de onde seguiria para a cidade de Venâncio Aires. Só então seria encaminhado para Porto Alegre, de onde partiria para Fortaleza.

A previsão é que o corpo chegue no aeroporto Pinto Martins, na capital cearense, no início da manhã desta segunda-feira (1º). De lá, segue para a cidade natal do artista, onde será velado por cerca de duas horas, no Teatro São João.

Depois disso, haverá uma outra cerimônia, que deverá ocorrer na terça-feira (2), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, na Praia de Iracema, em Fortaleza, onde o artista deverá ser enterrado.

Edição: Armando Cardoso

 

Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil - 30/04/2017 - 19h26 - Brasilia-DF/Site EBC

 

 

Veja especial sobre o cantor Belchior

 
 
  • 30/04/2017 17h10
  • Brasília
Da Agência Brasil

 

 

 

Especial sobre o cantor Belchior:

O cantor e compositor Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes, conhecido como Belchior, morreu na madrugada deste domingo (30), aos 70 anos, no Rio Grande do Sul.

Em 2016, o Portal EBC preparou um especial (clique aqui) para relembrar os 70 anos do compositor que ajudou a propagar a música nordestina pelas vias da Música Popular Brasileira (MPB). Belchior é lembrado não só por suas canções “que de uma forma ou de outra estão no coração e na cabeça de muita gente”, como gostava de ressaltar nas entrevistas, mas também por sua ausência dos palcos, das rádios e da mídia em geral.

Foto de Belchior para a capa do disco Alucinação (Philips/Divulgação)

Foto de Belchior para a capa do disco Alucinação - Philips/Divulgação

Edição: Carolina Pimentel

 

 
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE