PUBLICIDADE
Energisa oferece mais uma oportunidade para negociação de dívidas: campanha começou no dia 25/11/2019
26/11/2019 08:34 em Economia/Negócios

Por GERÊNCIA DE COMUNICACAO E MARKETING em 25/11/2019 às 16:09 por email

e-mail: comunic@energisa.com.brwww.energisa.com.br

A imagem da capa do site Multisom foi retirada de arquivos da internet/Google

 

Campanha Receita de Mestre já começou e segue até o dia 27 de dezembro

A Energisa está realizando mais uma campanha nacional de negociação de dívidas para clientes residenciais, rurais, pequenos comércios e indústrias. São muitos os benefícios: a campanha Receita de Mestre oferece condições especiais na quitação de débitos, como desconto de 100% dos encargos para pagamentos à vista e possibilidade de parcelamento em até 24 meses, com desconto de até 30% dos encargos e parcela mínima de R$ 20,00.

Podem negociar os débitos com condições de pagamento especiais os clientes da Energisa com contas em atraso há mais de 30 dias. Para negociar o pagamento das dívidas, o titular da conta deve comparecer à agência de atendimento mais próxima, com documentos pessoais em mãos (carteira de identidade e CPF). Os canais de atendimento da Energisa estão a postos para esclarecer as dúvidas dos clientes: site pelo endereço www.energisa.com.br, aplicativo Energisa ON e o telefone 0800 032 0196.

"Queremos manter o bom relacionamento com os nossos clientes. Por isso, estamos trazendo mais essas facilidades para aqueles que estão com contas em atraso negociarem suas dívidas. Aproveitem os benefícios e evitem medidas como a suspensão do fornecimento de energia, a negativação do nome nos órgãos de proteção ou até mesmo o protesto da conta.  É uma ótima oportunidade para colocar as contas em dia", reforça o gerente de Serviços Comerciais da Energisa, Luciano Lima.

As negociações em condições especiais começam nesta segunda-feira, 25 de novembro, e seguem até o dia 27 de dezembro.

A campanha é válida para os consumidores de todos os estados atendidos pelo Grupo Energisa: Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraíba, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE