PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Pesquisa revela que pais têm baixa percepção sobre riscos do uso da internet pelos filhos
06/10/2017 08:35 em Tecnologia & Pesquisa

Nelson Lin -  05//10/2017 - 17h30 - São Paulo/Radioagência Nacional/Site EBC

Cerca de 24 milhões de crianças e adolescentes no Brasil tiveram acesso na internet no último ano. Para isso, a grande maioria delas – 91% - usa o celular.

 

Os dados são da última pesquisa sobre o uso da internet por crianças e adolescentes do CGI comitê gestor da internet no Brasil divulgada nesta quinta-feira.

 

O objetivo da pesquisa é monitorar os riscos e oportunidades no uso de internet pelas criancas e jovens. Os pesquisadores alertaram que os pais têm uma baixa percepção sobre os riscos do uso da internet pelos filhos. 69% deles acham que suas crianças e jovens usam internet de forma segura.

 

Por outro lado mais da metade dos pais relataram utilizar a grande mídia ou familiares e amigos como fontes de informação sobre como ter um acesso seguro na internet enquanto que dois terços não usam a própria internet como fonte. 

 

Os pesquisadores destacaram ainda o percentual baixo de pais que utilizam a escola ou o governo/autoridades locais como fonte de informação e ressaltaram que tanto as escolas como o governo devem se engajar nesse debate sobre o uso seguro de internet pelos jovens.

 

Outro ponto levantado pela pesquisadora Maria Eugenia Sozio, do Centro de Estudos da Sociedade da Informação ,é sobre a percepção de riscos no acesso à internet, ela disse que o acesso a conteudo improprio, como pornografia ou questões relativas a suicido, na internet, é um tema muito abordado pela imprensa, mas que os pais devem também ficar alertas aos chamados riscos de condutas impróprias.

 

Ela destacou que 23% das crianças adolescentes sofreram ofensas na internet, enquanto que apenas 6% dos pais tiveram essa percepçao, um número quase 4 vezes menor.

 

E para orientar e auxiliar os pais no uso seguro de internet pelas crianças e adolescentes há material produzido pelo Centro de Estudos no site www.internetsegura.br

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE